BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Gastronomia / BAR DO JÃO É ELEITO CAMPEÃO NACIONAL DO COMIDA DI BUTECO 2017

BAR DO JÃO É ELEITO CAMPEÃO NACIONAL DO COMIDA DI BUTECO 2017

O Bar do Jão, de São Paulo, foi eleito campeão nacional do Comida di Buteco 2017. O bar paulistano, comandado por Alexandre Alves Nunes, ganhou com o petisco Bacalhau da Dona Arminda (lombo de bacalhau desfiado com quinoa, linhaça, cebola roxa, tomate e azeitona preta, servido em rodelas de pães regados com azeite de ervas e temperos especiais). No evento, realizado na noite desta terça (11), no Solar do Centro de Convenções SulAmérica, foram anunciados também o segundo e terceiro lugares: Bar do David, do Rio de Janeiro; e Bar Chopp Tuim, de Porto Alegre, respectivamente.

OS CAMPEÕES

Comida di Buteco São Paulo - Bar do Jão - Bacalhau da Dona Arminda - foto Divulgação1º LugarBar do Jão

O Bar do Jão foi fundado em 1994 e está na segunda geração de administração familiar. Participou pela segunda vez do Comida di Buteco com o Bacalhau da Dona Arminda. Segundo Alexandre, dono do bar, “é uma homenagem à Dona Arminda e ao Senhor Carolino, casal português que meu pai conheceu em 1962, ao chegar ao Brasil. Esse casal ajudou muito meu pai, João, até que ele se estabelecesse na cidade de São Paulo. Como meu pai adorava bacalhau, Dona Arminda sempre fazia esse petisco. Daí veio a inspiração. Fizemos algumas adaptações sem alterar as características originais”.

Serviço: R. Antônio Lôbo, 33 – Penha de Franca – São Paulo/SP | Telefone: (11) 2941-8373

Petisco: Bacalhau da Dona Arminda – Lombo de bacalhau desfiado com quinoa, linhaça, cebola roxa, tomate e azeitona preta, servido em rodelas de pães regados com azeite de ervas e temperos especiais.

Comida di Buteco Rio de Janeiro - Bar do David - Saudosa Maloca - foto Reynaldo Peixoto2º Lugar – Bar do David

O Bar do David, aberto desde 2010 e participante do Comida di Buteco desde 2011, representa muito bem o que é o concurso: de uma birosquinha na favela, hoje é um buteco que se tornou uma atração turística e que aparece nos guias do mundo todo. Comandado por David Bispo, o boteco foi o 1º eleito como o Melhor Buteco do Brasil em 2016 e, em 2017, disputou o título mais uma vez.

Serviço: Ladeira Ari Barroso, 66 lj 3, Chapéu Mangueira – Leme/RJ | Telefone: (21) 2542-4713

Petisco: Saudosa Maloca – Bolinhos de milho com queijo recheados com carne seca ao molho de azeitonas.

Comida di Buteco Porto Alegre -Tuim - Navegar É Preciso - foto Mariana Fontoura133º Lugar – Bar Chopp Tuim

Bicampeão do concurso em Porto Alegre, o Bar Chopp Tuim é um dos butecos mais tradicionais da cidade. Localizado no centro histórico, reduto de jornalistas e boêmios que se reúnem em volta do balcão para comerem os famosos petiscos, tomarem uma cerveja gelada e colocar o papo em dia. Já está na terceira geração da família e, hoje, André Ervalho é quem comanda a cozinha e o salão desse ícone da cidade. Uma curiosidade é que o nome Tuim tem duas versões, ambas falam sobre o menor pássaro da América Latina, que leva esse nome. A primeira é por ele ser um pássaro pequeno e o bar também ser pequeno, o bar era um Tuim. Já outros clientes contam que o pássaro Tuim não toma água, apenas líquidos oriundos de plantas e frutos e claro, os clientes assíduos também não tomam água, apenas cerveja.

Serviço: R. General Câmara, 333, Centro Histórico – Porto Alegre/RS | Telefone: (51) 3085-8851

Petisco: Navegar é Preciso – Bacalhau às natas com lula defumada, gratinado com torradinhas e parmesão.

COMIDA DI BUTECO 2017

Comida di Buteco aconteceu entre os dias 14 de abril e 14 de maio, quando 520 “butecos” de norte a sul do país concorreram ao título de melhor “buteco” de sua cidade. O tema para a criação do tira gosto participante foi CEREAIS, ingredientes presentes em todo o Brasil com sua variedade e versatilidade.

Durante esse período, o público e três jurados, por buteco, visitaram os bares concorrentes e deram suas notas, que tiveram peso de 50% cada. No mês de maio foram realizadas festas de premiação – Saideira -, onde foram anunciados os melhores “butecos” de cada cidade, que passaram a concorrer ao título de MELHOR BUTECO DO PAÍS.

Em junho, um novo comitê de jurados escolhido pelo concurso conheceu os vencedores de cada uma das 20 cidades e deram suas notas, apuradas pelo Instituto Vox Populi. Para garantir completa isenção, cada um dos campeões foi visitado por um jurado da própria cidade, e dois outros oriundos de outros estados, tendo assim tanto a visão local quanto a externa, buscando eliminar o “bairrismo”. O perfil dos jurados foi composto por técnicos ligados à gastronomia, jornalistas e apaixonados por botecos.

A eleição do Melhor Buteco do Brasil tem o ineditismo mundial de eleger um ícone cultural do cotidiano de um país a partir da forma mais democrática e engajada possível: o voto.

A 18ª edição do concurso Comida di Buteco registrou resultados que mostram a importância do evento como real transformador social no segmento de bares. Os indicadores da edição 2017 são: 20 cidades em todas as cinco regiões do Brasil; 520 “butecos” no total concorreram ao título; 520 mil votos; 390 mil petiscos participantes vendidos; R$ 140 milhões na cadeia de valor em um mês de concurso; 6 mil empregos diretos; 5 milhões de pessoas impactadas diretamente nos butecos participantes; 8 Milhões de page views no site; 520 mil pessoas engajadas nas redes sociais; 80 mil downloads do app Comida di Buteco.

O Comida di Buteco conta com o patrocínio da Amstel, Mc Cain, Getnet Martercard, Trident, Zero-Cal e Unisuam; o apoio da Smart Fit, Tabasco, Hellmann’s, Chandon, Odhen, Metro, Abrasel, Eletromidia, MercoGraff, SulAmérica, Otima, SindRio – Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro, Prefeitura do Rio de Janeiro – Turismo e Riotur; e o Metrô Rio como transporte oficial.

O COMIDA DI BUTECO

O concurso Comida di Buteco que foi criado em 2000, em Belo Horizonte, Minas Gerais, tem a missão de TRANSFORMAR VIDAS ATRAVÉS DA COZINHA DE RAIZ – “BUTECO” EXTENSÃO DE SUA CASA. Foi pioneiro nesse segmento e em 2015 conquistou finalmente todas as cinco regiões do país.

Os butecos selecionados para participar são classificados pela realização do concurso como “espontâneos”: são aqueles em que o dono está sempre à frente do negócio, não pertencendo a redes ou franquias. Tem a identidade de seu proprietário e sua família. Por isso, os participantes do Comida di Buteco, denominamos “butecos”, com “u”. Praticam a comida caseira, mesmo sendo representantes da categoria alimentação fora do lar. Uma licença poética utilizada como ferramenta pelo Comida di Buteco e que difere os participantes dos bares em geral.

Não, o “buteco” é convidado a participar e não paga nada. Essa atitude dá legitimidade ao concurso, que tem como missão a transformação de vidas, através da visibilidade que ele proporciona aos participantes, levando novo público, acesso a mídia e consequente crescimento no faturamento dos butecos, gerando mudanças não apenas financeiras, mas profissionais e de vida em todo o entorno dos participantes. A receita do concurso é 100% obtida através de patrocínios.

Todas as culturas têm seus ícones que expressam alguns dos valores das suas respectivas sociedades: o bistrô francês, o pub inglês, as cantinas italianas, os izakayas japoneses, os bodegones argentinos, apenas para citar os mais conhecidos. O Boteco é um ícone da cultura brasileira, por ser o cenário de integração das semelhanças e diferenças culinárias, sociais e artísticas tendo valores muito relevantes ao brasileiro no seu DNA: a democracia, a miscigenação, a alegria, a proximidade.

About Suzi Galdeano

Carioca, formada pela UniverCidade, trabalha no Jornal do Brasil, escreve os blogs Portrait e Pinceladas do portal Um Olhar, além de ter seu próprio site. Trabalhou nas assessorias de moda e eventos mais renomadas da cidade e funcionária do departamento de relações públicas da divisão de luxo do Grupo L' Óréal.

Check Also

Marco-Haurelio-2

Editora Impeh no Fliaraxá, Festival Literário de Araxá

A IMEPH trará a esse importante festival mineiro alguns de seus mais significativos autores, justamente ...

Deixe uma resposta